Portal da USP Portal da USP Portal da USP

Abolição britânica: paradigmas e historiografias

Pedro Giovannetti Moura

Resumo


O presente artigo visa introduzir o leitor ao amplo debate historiográfico sobre a Abolição Britânica. Apesar de seu início no Século XIX, foi somente com a publicação de "Capitalismo e Escravidão" de Eric Williams, em 1944, que o debate ganhou suas feições atuais: a polarização entre a visão historiográfica estruturalista, da qual é Williams seu grande precursor contrapor-se-ia à perspectiva culturalista que buscaria no humanitarismo Britânico a causa central para explicar a Abolição. Para atingir tal intento, o artigo analisa de forma comparativa quatro livros: "The American Crucible" de Robin Blackburn, "Abolição: uma História da escravidão e do antiescravismo" de Seymour Drescher, "Os Jacobinos Negros" de Cyril Lionel Robert James e o já citado "Capitalismo e Escravidão" de Eric Williams.


Palavras-chave


Abolição; Historiografia; Colônia; Escravismo

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2318-8855.v0i0p107-119

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.