Portal da USP Portal da USP Portal da USP

O Folhetim e a Canção: A Representação do Negro e das Identidades Periféricas na Televisão Brasileira

Eduardo Vicente, Rosana Soares

Resumo


Este artigo se propõe a oferecer uma discussão acerca da forma pela qual as trilhas musicais das novelas expressam, nem sempre em absoluta consonância com as narrativas a que estão vinculadas, a questão da representação do negro na televisão brasileira. Com esse objetivo, buscamos realizar uma análise da relação entre as telenovelas produzidas pela Rede Globo de Televisão a partir década de 1960 com as trilhas musicais que as acompanharam, formadas inicialmente por canções compostas especialmente para essa finalidade e, posteriormente, por coletâneas musicais. Por essa via, esse texto se propõe a analisar a produção televisiva nos termos de suas transformações e de sua função identitária, apoiando-se nos estudos culturais e nas teorias do discurso, além dos campos do audiovisual em suas formas verbais, visuais e sonoras.

 


Palavras-chave


Telenovela; Música popular brasileira; Representação do negro na mídia; Rede Globo

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2238-7714.no.2013.69825

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 

Novos Olhares - ISSN 2238-7714
Revista de Estudos Sobre Práticas de Recepção a Produtos Midiáticos.
Publicação semestral online do Programa de Pós Graduação
em Meios e Processos Audiovisuais (PPGMPA) da
Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo.
 
 
A revista surgiu em 1998 como publicação impressa (ISSN 1516-5981).
O formato eletrônico e a numeração no formato volume/número
foram adotados em 2012, ano em que a numeração foi reiniciada.