Portal da USP Portal da USP Portal da USP

Graciliano Ramos versus Octávio de Faria: o confronto entre autores "sociais" e intimistas nos anos 1930

Thiago Mia Salla

Resumo


O presente artigo tem o objetivo de recuperar e discutir alguns elementos concernentes a certa polêmica ocorrida em 1937, envolvendo os escritores Graciliano Ramos e Octávio de Faria, da qual também tomou parte Jorge Amado. Tal controvérsia ocorre num momento de polarização política e ideológica no qual se confrontavam duas perspectivas divergentes de conceituação do romance nacional, que procuravam se afirmar: a “social”, praticada, sobretudo por escritores nordestinos, e a intimista, de orientação católica, focada em dramas individuais. A partir da análise dos textos de época, procurar-se-á examinar os diferentes matizes que nortearam esse embate, que dominou o meio literário brasileiro até a instauração do Estado Novo.

 

Palavras-chave:

Graciliano Ramos; Octávio de Faria; Jorge Amado; romance social; romance intimista.


Palavras-chave


Graciliano Ramos; Octávio de Faria; Jorge Amado; romance social; romance intimista

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2525-8133.opiniaes.2011.114763

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2011 Opiniães

ISSN Impresso: 2177-3815

ISSN Eletrônico: 2525-8133

 

Indexado em: