Portal da USP Portal da USP Portal da USP

Evidências empíricas: arbitragem no mercado brasileiro com fundos ETFs

Yuri Sampaio Maluf, Pedro Henrique Melo Albuquerque

Resumo


De acordo com a literatura de gestão de risco, a diversificação contribui para a mitigação do risco. Neste sentido, os fundos de índice Exchange Traded Funds (ETF), recém-introduzidos no mercado brasileiro, permitem sua fácil execução. Dentro deste contexto, o presente artigo investiga a eficiência do processo de valuation das cotas do fundo iShare Ibovespa com relação ao seu valor justo. Para isto, primeiramente é empregada uma análise das séries temporais de alta frequência do ETF e Ibovespa, seguido de simulações de estratégias que contemplem ágios/deságios entre as séries dos ativos, sem e com custos de transação. A fim de evitar efeitos de Data-Snooping nos resultados das operações, foi aplicado um Bootstrap para séries temporais. No primeiro momento os resultados apontam para uma ineficiência do apreçamento das cotas, visto que a incorporação de ágios/deságios na estratégia produziu retornos de 172,5% acima de seu índice. No segundo, verifica-se que mesmo com a introdução dos custos operacionais, os ganhos ainda assim apresentam ineficiência. Entretanto, a partir da técnica de Bootstrap, os resultados não apontaram para retornos excedentes, o que pode ser atribuído meramente ao fenômeno de Data-Snooping. Os resultados evidenciam, portanto, a inviabilidade dos agentes em auferir rendimentos anormais a partir de divergências entre os valores da cota do ETF e seu respectivo índice, o que indica uma eficiência nas precificações das cotas do fundo iShare Ibovespa.

Palavras-chave


ETF;Arbitragem;Hipótese de eficiência de mercado;Data-Snooping

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1519-70772013000100007

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.