Portal da USP Portal da USP Portal da USP

“As bellas amethystas”: Garimpos e relações comerciais em Brejinho das Ametistas (Alto Sertão da Bahia, 1870-1930)

Carla Graciela Chaves de Castro Cotrim

Resumo


Este estudo analisa a conjuntura do descobrimento e primeiras décadas de exploração da mineração na vila de Brejinho de Ametistas/BA. Inicia-se com dados registrados por memorialistas e viajantes, e nesse sentido identifica incongruências de informações apresentadas por estas fontes. Tais dados farão recuar a época da descoberta de tais minérios ao mesmo tempo em que redimensiona as relações movidas por aqueles garimpos. Em seguida, analisa por meio de correspondências pessoais e processos cíveis, relações comerciais movidas pela mineração de Brejinho durante as primeiras décadas do século XX, envolvendo a participação de imigrantes alemães e ricos comerciantes de Caetité/BA, principalmente Deocleciano Pires Teixeira. Tal parceira fomentou a dinâmica do comércio dos ditos minerais e facilitou sua chegada ao seu principal destino, a Alemanha.


Palavras-chave


Alemães; Garimpos; Brejinho das Ametistas.

Texto completo:

PDF

Referências


AGUIAR, Lielva Azevedo. “Agora um pouco da política sertaneja”: A trajetória da família Teixeira no Alto Sertão da Bahia (Caetité, 1885-1924). Santo Antônio de Jesus, (Dissertação de Mestrado). Universidade do Estado da Bahia, UNEB, 2011.

CORREIA, Monica. Variedades gemológicas de quartzo na Bahia, geologia, mineralogia, causas de cor e técnicas de tratamento. Dissertação de mestrado. Programa de pós-graduação em mineralogia e petrologia. São Paulo, 2010.

ESTRELA, Ely Souza. Os sampauleiros: cotidiano e representações. São Paulo: Humanitas FFLCH/USP, Fapesp: Educ, 2003.

GUMES, João. O Sampauleiro. Caetité, Typographia d’A Penna, 1926.

JESUS. Zeneide Rios de. Eldorado sertanejo: garimpos e garimpeiros nas serras de Jacobina (1930-1940). Dissertação de mestrado. Salvador, UFBA, 2005.

MARTINS, Rômulo. “Vinha na fé de trabalhar em diamantes.” Escravos e libertos em Lençóis, Chapada Diamantina-BA (1840 – 1888). Salvador, (Dissertação de mestrado), Universidade Federal da Bahia – UFBA, 2013.

MARTIUS, Carl Friedrich Philipp von. SPIX, Johann Baptist von. Através da Bahia – excertos da obra Reise in Brasilien (1938). Disponível em: http://www.brasiliana.com.br/obras/atraves-da-bahia-excertos-da-obra-reise-in-brasilien/pagina/233/texto. Acesso em 12/02/13 as 19:20.

NEVES, Antonino da Silva. Chorographia do municipio do Rio Pardo. Belo Horizonte: Imprensa Oficial de Minas Gerais, 1908.

PIRES, Maria de Fátima Novais. História, historiografia e historicidade: tempos históricos, tempo presente. In: Caderno de resumos & Anais do 4º. Seminário Nacional de História da Historiografia: tempo presente & usos do passado. Ouro Preto: EdUFOP, 2010.

SAMPAIO, Theodoro. O Rio de S. Francisco e a Chapada Diamantina: trechos de um diario de viagem (1879-80). Escolas Professionaes Salesianas: São Paulo, 1905.

SILVA, Marina Helena Chaves. Vivendo com o outro: Os alemães na Bahia no período da II Guerra Mundial. Tese de doutorado, Salvador, UFBA, 2007.

SILVA, Pedro Celestino da Silva. Notícias Históricas e Geographicas do Município de Caetité. Revista do Instituto Geographico e Histórico da Bahia. Nº 58, Seção Gráphica da Escola de A. Artífices da Bahia, 1932.




DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2318-8855.v2i2p25-46

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.