Piranesi, o “estilo egípcio” e a “pequena arquitetura”: uma síntese sobre a multiplicidade inventiva do artífice

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/1982-02672024v32e8

Palavras-chave:

Piranesi, Antiguidades, Inventividade, Preceptivas, Egito

Resumo

Este artigo apresenta um tópico relevante na trajetória de Giambattista Piranesi: a proposição do “estilo egípcio” na publicação Diverse maniere d’adornare i cammini (1769). Com essa obra pode-se vislumbrar alguns aspectos relevantes da fortuna crítica piranesiana para os debates arquitetônicos no século XVIII. Primeiramente, pode-se aferir a percepção de Giambattista sobre o potencial iconográfico e compositivo do Egito Antigo mediante as referências encontradas em Roma e servindo-se do campo da decoração, com a proposta de composições de lareiras — elemento da “pequena arquitetura”. O mérito da obra consiste em apresentar uma nova apreciação sobre a aplicabilidade da iconografia egípcia. Além desse aspecto, com essa publicação, Piranesi intentou demonstrar uma forma de conceber a arte de construir a partir das variações depreendidas do léxico dos antigos, expressando a engenhosidade do artífice. Este artigo conclui que, ao propor as invenções de lareiras no “estilo egípcio”, Piranesi realizou suas premissas sobre a capacidade do artífice para distribuir a ornamentação em conformidade com a arquitetura. Assim, ele pretendia legitimar nos planos teórico e prático uma conciliação entre os preceitos dos antigos e as exigências do procedimento inventivo. Diverse Maniere se consagrou como uma obra crucial para compreender a trajetória piranesiana, consolidando as argumentações sobre a licença inventiva a partir do repertório da Antiguidade.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Angela Rosch Rodrigues, Universidade de São Paulo

    Doutora e mestre em História e Fundamentos da Arquitetura e Urbanismo pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAUUSP) com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP). Arquiteta e urbanista pela Universidade Mackenzie. E-mail: angelarr@alumni.usp.br.

Referências

ALMOGUERA, Adrián Fernández. Al fugor de la imaginación: Piranesi y las Diverse maniere d’ardornare i cammini. In: Giovanni Battista Piranesi. Madrid: Biblioteca Nacional de España, 2019. p. 203-207.

BEVILACQUA, Mario. Piranesi: Taccuini di Modena. Roma: Artemide, 2008.

BUONAROTTI, Filippo. Osservazioni istoriche sopra alcuni medaglioni antichi. Roma: Stamparia di Domenico Antonio in Parione, 1698.

CALVESI, Maurizio; MONFERINI, Augusta (a cura di). Giovanni Battista Piranesi | Henri Focillon. Bologna: Alpha Stampa, 1967.

ERLACH, Johann B. Fischer von. Entwurff einer historischen Architektur. Leipzig: [s. n.], 1725. Disponível em: https://bit.ly/3VgRShQ. Acesso em: 3 jul. 2023.

FONTANA, Domenico. Della trasportatione dell’Obelisco Vaticano et delle fabriche di nostro signore Papa Sisto V fatte dal cavallier Domenico Fontana architetto di sua Santità. Roma: Domenico Basa, 1590. Disponível em: https://bit.ly/49VRKIO. Acesso em: 3 jul. 2023.

KIRCHER, Athanasius. Obeliscus Pamphilius. [S. l.: s. n.], 1650. Disponível em: https://bit.ly/3V9HIja. Acesso em: 3 jul. 2023.

KIRCHER, Athanasius. Oedipus Aegyptiacus. [S. l.: s. n.], 1652. Disponível em: https://fr.m.wikipedia.org/wiki/Fichier:Bembine_Table_of_Isis.png. Acesso em: 3 jul. 2023.

NORDEN, Fréderic Ludwig. Voyage d’Egypte et de Nubie. Copenhague: L'Imprimerie de la Maison Royale des Orphelins, 1755. t. 1. Disponível em: https://bit.ly/4cdjef2. Acesso em: 3 jul. 2023.

PANZA, Pierluigi. Neogizio: genealogía di un gusto. Ananke: Cultura, Storia e Tecniche della Conservazione, Firenzi, n. 74, p. 42-69, 2015.

PIRANESI, Giovanni Battista, Della magnificenza e d’architettura d’romani. Roma: Stamperia di Angelo Rotilj, 1761.

PIRANESI, Giovanni Battista. Diverse maniere di adornare i cammini ed ogni altra parte degli edifizj desunte dall`architettura egizia, etrusca e greca con un Ragionamento Apologetico in difesa dell’architettura egizia e toscana, opera del Cavaliere Giambattista Piranesi, architetto. Roma: Nella Stamperia di Generoso Salomoni, 1769.

PIRANESI, Giovanni Battista. Opere varie di architettura, prospettive, grotteschi, antichità. [S. l.: s. n.], 1750. Disponível em: https://bit.ly/3IzvtFa. Acesso em: 7 jul. 2023.

PIRANESI, Giovanni Battista. Osservazioni sopra la lettre de M. Mariette aux auteurs de La Gazette littéraire de l’Europe; Parere sul`architettura e Della introduzione e del progresso delle belle arti in Europa ne`tempi antichi. Roma: Stamperia di Angelo Rotilj, 1765.

PIRANESI, Giovanni Battista. Prima parte di architetture e prospettive. Roma: Generoso Salomoni, 1743.

PIRANESI, Giovanni Battista. Vedute di Roma. Paris: Firmin Didot Freres, 1835-1839. t. 1. Disponível em https://bit.ly/4a8gzBn. Acesso em: 7 jul. 2023.

RAMSAY, Allan. The Investigator. London: A. Millar in the Strand, 1762.

WILTON-ELY, John (ed.). Observations on the Letter of Monsieur Mariette: With Opinions on Architecture, and a Preface to a New Treatise on the Introduction and Progress of the Fine Arts in Europe in Ancient Times. Los Angeles: Getty, 2002.

WILTON-ELY, John. Piranesi: As Architect and Designer. New York: The Pierpont Morgan Library, 1993.

WITTKOWER, Rudolf. Piranesi y la egiptomania del siglo XVIII. In: Sobre la arquitectura en la edad del humanismo: Ensayos y escritos. Barcelona: Gustavo Gili, 1979. p. 246-263.

Downloads

Publicado

2024-04-08

Edição

Seção

Estudos de Cultura Material

Dados de financiamento

Como Citar

RODRIGUES, Angela Rosch. Piranesi, o “estilo egípcio” e a “pequena arquitetura”: uma síntese sobre a multiplicidade inventiva do artífice. Anais do Museu Paulista: História e Cultura Material, São Paulo, v. 32, p. 1–24, 2024. DOI: 10.11606/1982-02672024v32e8. Disponível em: https://revistas.usp.br/anaismp/article/view/214978.. Acesso em: 25 maio. 2024.